Artigos

 

A Moda Chamada Arte

CONCEITO ACADÊMICO


“De acordo com o dicionário Aurélio, a palavra “moda” define um hábito, uso ou mesmo estilo geralmente aceito, variável no tempo e procedente de determinado gosto, meio social, região. etc.. Também se explica em um uso passageiro que regula a forma de vestir, entre outros. Por fim, vale ainda destacar que moda é vista e aceita, não apenas no dicionário, como arte.” 
A MODA EM UM PROFUNDO CONCEITO HISTÓRICO 

 

O conceito que temos de moda atual é o fruto de um segmento que vem se construindo através dos tempos, e cada pessoa tem a sua opinião própria quanto à explicação da mesma. Podemos dizer que cores, desenhos, estilos e modelos são apenas alguns dos temas que compõem uma tendência de moda. Quanto às cores e desenhos, estes já eram utilizados desde épocas remotas. 
Achados nos revelam nitidamente que pinturas e os homens há muito tempo estão envolvidos. Desde as cavernas os homens utilizam-se desta arte para deixar marcada nas pedras suas histórias. Eles delimitavam sua origem através de atos como as chamadas “pinturas de guerra e paz”. Em tese, o corpo sempre foi marcado com tintas que representavam as alegrias e tristezas de cada povo. 
Seguindo um raciocínio lógico, alguma mente brilhante daquela época, transferiu as pinturas dos corpos para os objetos, para as construções e para os tecidos. A transição aconteceu naturalmente e de acordo com seu tempo.
Tão logo os tecidos foram descobertos, a moda se fez presente. Com isso, modelos exclusivos começaram a aparecer. Por exemplo, as vestimentas faraônicas têm a característica de demonstrar as diferenças raciais, territoriais e monetárias de indivíduos distintos. Já as cores e símbolos (desenhos) marcavam esta diferença ao serem introduzidas nas bandeiras utilizadas nas guerras, que tinham a função de identificar o comando dos exércitos.
Como podemos observar a moda não se limita apenas às passarelas e vitrines vistas pelo mundo afora. O sentido real da moda alcança épocas e tradições bem mais distantes às que conhecemos. 
CORES: REPRESENTANTES FIÉIS DA MODA 

 

 


Como já sabemos, a moda apresentou-se desde o primeiro instante como uma tendência vigente. No entanto, é valido observar que, como toda importante arte, ela conta com as cores, representantes sensitivas responsáveis pela conciliação de emoção e criatividade, tornando a moda uma arte. Por fim, passamos a entender a maneira como a moda causa tamanho deslumbre em seus amantes. O segredo está intimamente ligado à forma como elas são empregadas, construindo uma tendência de moda. 
As cores se eternizam, unem, dividem, simbolizam. Cores trazem lágrimas aos olhos, arrastam multidões, marcam os times do coração, representam estações e fazem moda; eis aqui a viva prova do que falamos.
Com a chegada do verão, as cores se apresentam ainda mais freqüentes, em maiores números, em diversas tonalidades, estampadas em diversos tecidos. As cores da moda em evidência, como o azul, o amarelo… Começa a dança das cores, em oposição a uma estação mais sóbria que se despede. O verão é com toda certeza, a estação do ano mais esperada. Essa visão é possível no mar azul que reflete seu esplendor no imenso céu, que serve de palco para um sol amarelo a bronzear os mais belos corpos, que por sua vez desfilam em um intenso tapete de areia em direção ao mar. Sem esquecer as cores que, em inúmeros tons, constroem os mais variados trajes de banho, desenvolvidos sob medida para a estação que se apresenta, onde, além de ser caracterizada por dias ensolarados e altas temperaturas, pede roupas leves, corpos à mostra e muita água. 
As cangas entram neste universo com toda força de quem veio para ficar. Utilizando-se de todas as cores, vários tamanhos, com tecidos diversos, aplicam-se, graciosamente, as pernas e biquínis à mostra, verdadeiros ornamentos que fazem à diferença em qualquer verão colorido.
TECIDOS: IMPORTANTES INSTRUMENTOS DA MODA

 

 
Todo tecido tem seu valor único. O jeans, o brim e a lona, são tecidos que alguns estilistas gostam de compor como detalhes em alguns estilos. Os tecidos de algodão, em sua maioria leves, são muito usados na moda como modelos que compõem a moda. Todavia, é a seda a grande protagonista da moda, tecido nobre, desenvolvido por uma larva chamada Bombyx-mori ou bicho da seda. Enfim, a principal característica deste tecido que atravessou os tempos e continua firme é provar que não existem limites para os bons materiais que compõem a moda e, principalmente, para a beleza. 
Não podemos esquecer que o artesanato e técnicas antigas de pinturas são muito presentes na moda. A pedraria dá brilho às peças, enquanto os tons ficam por conta das pinturas. Veja o que acontece com o tié-dye, por exemplo. Esta técnica atravessou os tempos e virou ícone de beleza. 
O batik, a vaporização, os moldes vazados, são as formas de trabalhos mais comuns, mas não importa a técnica nem o tipo de tecido no qual são empregados, o importante é a contribuição da técnica para a valorização da moda.
Através das mãos dos artesãos, ela é capaz de embelezar os tecidos; estes, nas mãos de estilistas, finalmente transformam as pinturas artesanais em peças exclusivas, para acrescentar alegria das belas e belos da moda.
A moda é isso, pode ser feminina, masculina, infantil, ou, simplesmente, tudo que criamos de um principio de estilo do vestuário. 
(A moda, sou eu, é você, somos nós…) Seja bem vindo (a), À ARTE DA MODA.

 

 


POR: Karllus kangas
Correção: Allá’n Carvalho.
 
 
 
 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s